segunda-feira, 16 de julho de 2012

aqui estou postando algumas fotos que tirei no passeio ao cemitério da consolação eu e família 15-07-2012 espero que gostem!!

Para quem não tem medo, esta é um passeio muito bacana!Tipo......Mais que um cemitério, o espaço é um acúmulo de obras de artes, túmulos e estátuas que são verdadeiros monumentos! Porém, junto com tanta grandiosidade, beleza e mausoléus, também há túmulos mal-conservados e que dão medo, dando ares aterrorizantes ao cemitério!Durante a Virada Cultural, o Cemitério Consolação ganha outra cara e vira espaço de passeata e de apresentações de filmes de terror durante a madrugada.
É o cemitério de São Paulo com maior número de celebridades enterradas, como Tarsila do Amaral, Mário de Andrade, Oswald de Andrade e Monteiro Lobato.
AQUI A ENTRADA PRINCIPAL
Cemitério da Cansolação/SP
O final do século XIX e início do século XX foi um período bastante profícuo para a arte tumular brasileira, por reunir, ao mesmo tempo, famílias com recursos financeiros e disposição para construir túmulos suntuosos e artistas de grande talento que aqui moravam, principalmente italianos.
Hoje em dia,  a arte da escultura em túmulos praticamente acabou. Outro fator que leva a presença cada vez mais escassa de túmulos monumentais, é o alto custo dos materiais como o mármore, ferro e bronze, além da quase inexistência de artistas que se dediquem a este tipo de trabalho. Daí a importância em lutar para preservar estas obras de arte que ainda subsistem espalhadas pelos cemitérios, começando com o reconhecimento de seu inestimável valor estético.
Eu e minha familia,..que dia frio.!!!.....

avistamos o tumulo da família matarazzo, um lindo monumento  No Cemitério da Consolação é o mais alto mausoléu da América do Sul, pertencente à família Matarazzo, situado na quadra 82. Em estilo pós-renascentista é um colosso que ocupa 16 terrenos, numa área com mais de 100 metros quadrados. Construído com blocos de granito,
E esta é minha mâe a FANTASMAGÓRICA autora deste blog

minha mãe segurando a espada 
do túmulo de Prudente de Moraes
Marquesa de SantosTúmulo(cemitério da consolação sp) da famosa Marquesa de Santos, a paulista Maria Domitila de Castro Canto e Melo, Viscondessa de Castro, que doou os recursos financeiros para construir o Cemitério da Consolação inaugurado em 1858.
Assim, acabaram os sepultamentos que causavam problemas anti-higiênicos no interior das antigas igrejas, e instalaram-se os cemitérios públicos, que foram bem aceitos pela população.
 Domitila de Castro a  Marquesa de Santos
Ela viveu quase 70 anos, só 10% desse tempo foi amante do imperador d.pedro I, o que mais essa mulher fascinante fez da vida? Ah.. muuuuitas coisas. Envolvimento na sociedade paulistana, sarais que fizeram história, além de outros relacionamentos amorosos pouco comentados.UM POUCO DA HISTÓRIA
O que a princípio era apenas um certo interesse por uma bela dama paulista, foi se transformando num apaixonado romance, de acordo com os cronistas da época e, D. Pedro I, logo após de ser aclamado Imperador do Brasil, deixou de lado uma certa discrição que tinha inicialmente e tornou público, de forma ostensiva, seu romance com Domitília de Castro, que apresentou à Corte no Rio de Janeiro, dando-lhe o título de Marquesa de Santos.
A vida amorosa do Imperador D. Pedro I foi tão confusa quanto a pública. Ele teve ao todo 18 filhos. Casou-se duas vezes e teve várias amantes (a marquesa de Santos, a francesa Noémi Thierry, a Maria Benedita Bonfim (*), a uruguaia María del Carmen García, a francesa Clémence Saisset e a monja portuguesa Ana Augusta).
(*) - Maria Benedita de Castro Canto e Melo, primeira e única baronesa de Sorocaba, nasceu em Santos a 18 de Dezembro de 1792 e morreu no  Rio de Janeiro a 5 de Março de 1857. Foi a esposa de Boaventura Delfim Pereira, o barão de Sorocaba, e amante do Imperador D. Pedro I. Era irmã de Domitília de Castro e Canto Melo, a marquesa de Santos, também amante do Imperador.
Teve com o imperador um filho, Rodrigo Delfim Pereira, que foi registado como filho de Delfim Pereira, mas reconhecido por D. Pedro I, ainda que não de forma oficial.
Domitila de Castro Canto e Melo, nasceu no dia 27 de Dezembro de 1797, em São Paulo. Foi amante oficial do de D. Pedro I, e exerceu grande influência durante o Primeiro Reinado. Foi designada primeira dama da Imperatriz D. Maria Leopoldina.
Recebeu do imperador, com quem teve cinco filhos, o título de Marquesa de Santos numa provocação a José Bonifácio de Andrada que pertencia a uma família santista. Enfrentou séria oposição na Corte mesmo depois de nomeada camarareira-mor da imperatriz. Sua influência manteve-se até a morte da Imperatriz, em 1826.
Marquesa imperial brasileira, a mais famosa amante do Imperador D. Pedro I, à qual concedeu os títulos nobiliárquicos de Viscondessa e, depois, de Marquesa de Santos. Filha de um coronel reformado, João de Castro Canto e Melo, primeiro Visconde de Castro, e de Dona Escolástica Bonifácio de Toledo Ribas, casou-se em 1813, com o alferes Felício Pinto Coelho de Mendonça  Mudou-se para Vila Rica ES, onde nasceram seus dois primeiros filhos, Francisca e Felício. Deixou o marido e voltou para a casa dos pais, depois que violento alferes a esfaqueou, em 1815, apesar de estar grávida de seu 3º filho. Deu a luz a uma criança baptizada com o nome de João e que faleceu poucos meses depois. O casamento foi anulado por interferência real em 1819. Pouco antes da proclamação da Independência do Brasil, numa viagem a São Paulo, o Príncipe regente conheceu-a e a levou-a para a Corte, onde ela viveria por sete anos, de 1822 a 1829, junto ao paço de São Cristóvão, num palacete que o Imperador lhe deu de presente, adaptado e decorado pelo artista Francisco Pedro do Amaral. Recebeu o título de Viscondessa de Santos, em 1825 e Marquesa em 1826. Dessa ligação nasceram cinco filhos, dos quais só duas filhas chegaram à idade adulta. Isabel Maria Alcântara Brasileira, nascida no Rio de Janeiro RJ, em 23 de Maio de 1824, e que recebeu o título de Duquesa de Goiás, a preferida de D. Pedro I, que recomendou-a em testamento aos cuidados da imperatriz Maria Amélia. Essa filha teve educação esmerada em colégios em Paris e Munique, casou-se em 1843 com Ernesto Fichler, Conde de Treuberg, e deixou numerosa descendência. Maria Isabel II de Alcântara Brasileira, só teve o reconhecimento da paternidade nas vésperas da morte do Imperador. O relacionamento foi rompido em 1829 mas herdou um grande património. Quando voltou para São Paulo e passou a viver maritalmente com Rafael Tobias de Aguiar, um dos homens mais ricos da região e destacado político liberal, com quem teve seis filhos e posteriormente se casou em 1842. Ficou viúva em 1857 e muito rica, dedicou-se na velhice a obras de beneficência. Faleceu vítima de enterocolite
EM 3 DE Novembro de 1867e foi sepultada no Cemitério da Consolação, cujas terras tinham sido doadas por ela.

CARTA DE D.PEDRO I A SUA AMANTE -DOMITILA DE CASTRO -marqueza de santos
“Minha filha, remeto-te como em sinal de paz esses lírios brancos produzidos nesta minha chácara.
Eu muito estimarei que eles sejam por ti recebidos, conhecendo ao mesmo tempo em que o meu amor por ti é me compele a oferecer-los.
Aceita-os, filha, e com eles o coração que sempre foi teu e que existe dentro do meu peito.
Deste teu filho, amante e amigo verdadeiro e fiel até a morte.”Pedro

Mausoléu Imperial com as criptas e despojos de Dom Pedro I- Imperador do Brasil

No subsolo do Monumento à Indepência
Encontra-se o Mausoléu Imperial
com as criptas e despojos de Dom Pedro I
 e da princesa Leopoldina, erigido no mesmo
 local onde D. Pedro I
proclamou a independência.
Na lápide está escrito:
- D. Pedro I Fundador do Império

 1º Imperador Constitucional e
 Defensor Perpétuo do Brasil e
28º Rei de Portugal (1798 -1834)
São Paulo - SP/Brasil

TUMULO MONTEIRO LOBATO

Monteiro Lobato- José Renato MonteiroLobato

Conheça um pouco mais sobre a vida e as obras de um dos maiores escritores de todos os tempos, adorado pelas crianças, Monteiro Lobato.
Quem não conhece o famoso Sitio do pica-pau amarelo, não sabe o que é uma obra de Monteiro Lobato que percorreu varia gerações.
Uma linda obra onde tudo era magico, onde existia uma boneca de pano falante, um sabugo de milho que andava, um jacaré chamado de Cuca que era a vilã da história, um saci que fazia travessuras, entre muitos outros personagens.
Para quem não se lembra ou para quem deseja conhecer um pouco mais sobre Monteiro Lobato, nó s vamos falar um pouco mais sobre ele.
Nascido em Taubaté no dia 18 de abril  no ano de 1882, foi um dos mais importantes escritores do século XX. Suas obras ficaram conhecidas pela literatura infantil brasileira, justamente porque metade de sua produção é destinada ao publico infantil.
Monteiro Lobato teve um carreira brilhante e uma das obras mais conhecidas que virou seriado e também desenho animado foi “O sitio do pica-pau amarelo”. Monteiro Lobato faceleu em 4 de julho de 1948

TUMULO MARIO DE ANDRADE
.tumulo mário de andrade
Túmulo de Mário de Andrade, com uma escultura de Brecheret.nesse cemitério, como Monteiro Lobato, Campos Sales e marquesa de Santos. Por isso, escultores de renome foram chamados para ornamentarem esses jazigos, como Victor Brecheret, Bruno Giorgi e Rodolfo Bernardelli.

Mário Raul de Moraes Andrade nasceu em São Paulo, em 09 de outubro de 1893. Ele usou Mário Sobral como seu pseudônimo. Teve seu primeiro contato com a modernidade na Exposição de Anita Malfatti.
     Em 1921 foi apresentado ao público por Oswald de Andrade através do artigo "Meu poeta futurista".
     Participou da Semana de Arte Moderna em São Paulo, de 13 à 18 de fevereiro, no Teatro Municipal de São Paulo, em 1922.
     Mario de Andrade apoiou a Revolução de 30, defendendo o Nacionalismo Musical. E foi também contra o Estado Novo.
     Coberto de reconhecimento pelo papel de vanguarda que desempenhou em três décadas, Mário de Andrade morreu em São Paulo SP em 25 de fevereiro de 1945, em sua casa, por causa de um enfarte do miocárdio.






Túmulo de-Manuel Ferraz de Campos Sales(Campinas, 15 de fevereiro de 1841Santos, 28 de junho de 1913) foi um advogado e político brasileiro, terceiro presidente do estado de São Paulo, de 1896 a 1897 e o quarto presidente da República, entre 1898 e 1902.Campos Sales recebeu o apelido de Campos Selos, por causa do imposto do selo, sendo vaiado ao deixar a presidência também por causa de sua política de ajuste financeiro que incluíra a retirada de circulação de papel-moeda, o que dificultou o consumo interno e o comércio, política econômica essa que fora mal compreendida pela população brasileira.
..................................................................................................................................................
Um conjunto escultural muito tocante é, sem dúvida, a obra “Lenda Grega” de autoria do artista Nicolla Rollo, que representa a tragédia do casal Orfeu e Eurídice.Orfeu era o músico lendário, filho da musa Calíope, que enternecia até as feras com a sua música, um cantor maravilhoso e que tocava divinamente a lira e a cítara, instrumento este cuja invenção lhe é atribuída. Ao ouví-lo cantar, as feras o seguiam, as árvores se inclinavam em sua direção e até os homens mais irascíveis se acalmavam.
Orfeu participou da famosa expedição dos Argonautas. Durante a viagem, apaziguava as ondas com sua música e, com ela, conseguiu até anular o efeito do hipnótico canto das sereias e salvar o navio.A cena esculpida por Nicolla Rollo mostra Orfeu tangendo a sua lira, com a qual encantava os animais e as plantas,tentando trazer à vida.---------------------------------------------------------------------------------------------................................................................................................................................................................











tem no topo cinco conjuntos estatuários de bronze, de autoria de Luigi Brizzolara, exibindo, uma
pompa difícil de achar até em monumentos de praças públicas. O império Matarazzo entrou em decadência, sua fábrica de Água Branca virou ruína, a mansão na Avenida Paulista veio abaixo, mas o mausoléu da família está lá inteiro, como uma pirâmide de faraó, perpetuando um período de grandeza
 e poderio econômico que não existe mais.
E esta é minha mãe a fantasmagórica autora deste blog

Nenhum comentário:

Postar um comentário